Com exclusividade, o Connect entrevistou o Deputado Pr. Marco Feliciano

Publicado em 26 de outubro de 2015 às 7h52

Connect – Qual tem sido a importância da igreja cristã no Brasil?
Feliciano – A visão que eu tenho da igreja a nível nacional, é que a igreja tem executado a cidadania e resolveu acordar, graças à igreja, temos hoje um país mais conservador, hoje elegemos a bancada mais conservadora da história, não só da bancada evangélica, mas toda a bancada de deputados. A igreja tem passado por um momento de turbulência, temos hoje um grande número de Evangélicos sem igreja, antes só se falava sobre católicos não praticantes, mas hoje existe um considerável número de Evangélicos não praticantes, não achei que fosse viver para ver isso, é preciso um avivamento, que venha através da oração da santidade e entrega, é preciso despertar.

Connect – A força da bancada cristã tem conseguido mudar algumas situações no país, qual tem sido a maior dificuldade para continuar com esse trabalho?
Feliciano – A dificuldade tem sido mapear as formas de trabalho e artimanhas deles (Governo), ex: nós mapeamos um problema no MEC (Ministério da Educação e Cultura), quando bloqueamos lá, eles usam ministérios paralelos, usam a Câmara, usam o Senado, quando não vem por lei, vem por medida provisória, decreto e outras formas. A maior dificuldade tem sido atuar em todos os lugares ao mesmo tempo, mas a bancada está coesa e unida, estamos conseguindo impor uma derrota atrás da outra a este governo comunista.

Connect – O PSC teve um candidato à presidente em 2014, pensa em ser candidato a presidente em 2018?
Feliciano – A caminhada política é trilhada, tenho sonhos mais altos, meu partido me apresentou como pré-candidato a prefeito de São Paulo, é uma das 10 maiores cidades do mundo, temos o Senado e é claro, tenho vontade “sim” de presidir nosso país, a política é dinâmica, hoje é um sonho, amanhã pode ser uma realização, está tudo na mão de Deus.

_MG_0046

Leia mais sobre , ,

Veja também

Comentários